Alemanha


MUNIQUE

 

DCIM100GOPROGOPR1535.

 

INFORMACÕES UTEIS

FUSO HORÁRIO: (+) 5 horas (Horário de Brasília) No Verão, (+) 4 horas.

VISTO E DOCUMENTAÇÃO: Cidadãos brasileiros não precisam de visto para turismo ou negócios, com permanência de até três meses. Passaporte com validade mínima de quatro meses.

BAGAGEM: Trechos aéreos: 2 volumes com até 32 kg por passageiro + bagagem de mão: 5 kg. Sempre que estiver na recepção de um Hotel ou restaurante, tenha o cuidado de não deixar sua bagagem de mão desacompanhada.

MOEDA: Euro (EUR 1,00 = R$ 3,80)

BANCOS: Horário de funcionamento: 9h às 14h. Horário Comercial: de 2a a sábado, das 9 às 20 horas. Shopping Centers fecham às 22 horas.

CARTÕES DE CRÉDITO: Aceitos na maioria dos hotéis, lojas e restaurantes. Não esqueça de desbloquear antes da viagem.

copia-de-img_9919

Munique é uma cidade da Alemanha, capital do estado alemão da Baviera, no sudeste do país. Conta atualmente cerca de 1,3 milhão de habitantes enquanto a sua região metropolitana, que engloba diversas cidades vizinhas ou próximas a Munique, abriga mais de 2,6 milhões de pessoas. Sendo assim a cidade mais populosa da Baviera e do sul da Alemanha, e a terceira cidade mais populosa do país, depois da capital, Berlim, e de Hamburgo. A capital chama a atenção por ser um lugar onde história e tradição convivem com a modernidade de uma cidade potencialmente industrial. Prova disso é que uma das maiores fabricantes de automóveis e motocicletas do mundo, a BMW, foi fundada na metrópole e lá mantém sua sede até os dias atuais. A capital é conhecida por ser um lugar de vários festejos, todos regados a muitos litros de cerveja. Nos meses de janeiro e fevereiro, por exemplo, acontece o Fasching, o Carnaval da cidade, com desfiles multicoloridos, bailes de gala, festas à fantasia, alegria e animação para dar e vender. E de setembro a outubro ocorre a famosa oktoberfest.

Quando pensar em viajar para a Alemanha, a primeira coisa a se fazer é pensar no roteiro. Escolha entre as principais cidades para começar o roteiro: Berlim, Munique ou Frankfurt. Elas possuem grandes aeroportos, algumas tem até vôo direto dependendo da cidade de partida. Depois defina a quantidade de dias que quer ficar no pais, para depois escolher as cidades que quer visitar e quantos dias ficar em cada uma. A Alemanha é um pais muito grande, mas em contrapartida, as opções de deslocamento são várias (carro, trem ou avião).

copia-de-img_8828

QUANDO IR

A região da Bavária é bastante fria durante o inverno, então se quiser fugir do frio, não planeje a viagem de dezembro a março. Para enfrentar as baixas temperaturas do inverno, são necessárias roupas e sapatos especiais. Os praticantes de esqui também podem aproveitar a maravilhosa temporada do esporte nos Alpes. A cidade de Mittenwald, por exemplo, é considerada um “paraíso de inverno” e fica a pouco mais de 100 quilômetros de Munique.

Durante a primavera, que começa oficialmente em 21 de março, os dias ficam mais longos, as ruas tornam-se mais floridas e os termômetros marcam temperaturas mais amenas, perfeito para quem não quer frio e nem calor. Já o verão é quente e ideal para quem gosta de programas ao ar livre, mas as chuvas podem ocorrer a qualquer momento.

No outono os dias ficam mais curtos e os tons da cidade começam a mudar. É nesse período que também acontece uma das maiores celebrações mundiais, a Oktoberfest, o festival de cervejas de Munique.

COMO CHEGAR

 

Avião: O aeroporto de Munique (Flughafen München) fica a 29 quilômetros a nordeste da cidade. A companhia aérea Lufthansa oferece voos diretos de São Paulo, com duração de 11 horas, em média. Mas várias cias aéreas europeias te levam até Munique ou Frankfurt, com escalas.

Trem: A Estação central de Munique (Hauptbahnhof) é um movimentado ponto de chegadas e partidas da Europa. Ir de trem até a capital da Baviera pode ser uma excelente opção para quem já está no Velho Continente. Além disso, por estar no centro da cidade, próxima de diversos hotéis e pontos turísticos importantes, a localização da Hauptbahnhof acaba facilitando bastante a locomoção do visitante.

Carro: Uma boa opção para quem já está na Europa, apesar de Munique possuir um sistema de transporte público eficiente. Torna a viagem mais confortável e quem dita o ritmo da viagem é você.

copia-de-img_7501

ONDE FICAR

A capital da Baviera oferece muitas opções de hospedagem, pois atrai não só uma grande quantidade turistas, mas também um bom número de pessoas que viajam até a cidade a trabalho. A região que oferece bastante opções de hotéis, pousadas e hostels da cidade é a Altstadt: um bairro que fica a oeste do rio Isar e abriga algumas das principais atrações turísticas da cidade; se não for possível hospedar-se nessa localidade, tenha em mente que Munique é uma cidade muito fácil de se locomover, tanto a pé quanto por meio do transporte público. Se for conhecer a cidade durante a Oktoberfest, festival da cerveja entre setembro e outubro, recomenda-se que as reservas sejam feitas com bastante antecedência. Dessa forma, o visitante evita problemas como ter que ficar hospedado em hotéis mais distantes ou acabar pagando tarifas extremamente altas.

copia-de-img_3084

O QUE COMER

Prepare-se para comer muito bem em Munique, pois os alemães apreciam uma mesa farta e substanciosa. Você vai encontrar uma variedade enorme de salsichas (würstchen, em alemão) de todos os tipos, tamanhos e com os mais variados acompanhamentos: pão, molho de mostarda picante ou doce, salada de batata, entre outros. A bratwurst é preparada com carne de porco, vaca ou vitela. Esse é o tipo mais comum vendido nas barraquinhas de rua. Já a salsicha branca (weisswurt) é preparada com carne de vitela e miúdos, e a iguaria é cozida. Tem também a bockwurst, a leberwurst (de fígado), entre várias outras. Não deixe de experimentar o tradicional pretzel alemão, pão de sal em formato de nó que é vendido em praticamente todas as esquinas da cidade (também é servido como entrada em vários restaurantes). Aliás, esse pãozinho fica ainda mais delicioso se estiver acompanhado das famosas salsichas e do molho de mostarda. Outra iguaria típica da culinária alemã é o Knödel – um bolinho que pode ser feito com batatas, fígado ou pão. Macio e saboroso, a delícia forma um par perfeito com a carne de porco.

E em Munique você vai poder experimentar diversos tipos de cerveja, como a Weissbier (preparada com trigo), a Pilsen, que é uma das mais consumidas (vem com uma camada de espuma cremosa), a Bock, com um teor alcoólico mais alto, entre várias outras. Em geral, a cerveja é servida em canecas enormes com capacidade para um litro.

copia-de-img_6980

O QUE FAZER

Munique é uma cidade que oferece uma enorme quantidade de atrações turísticas. São praças, monumentos, museus de arte, de história e temáticos, teatros, além de uma grande concentração de igrejas. Vários pontos turísticos ficam localizados na região central da cidade, nas mediações da Marienplatz – a famosa praça para pedestres no coração do bairro de Altstadt. Porém não quer dizer que o visitante não deva explorar outras regiões.

Em Munique você terá oportunidade de conhecer e apreciar uma série de riquezas criadas pelo homem ao longo dos séculos, porém a quantidade de belezas naturais também chama bastante a atenção na cidade. São parques exuberantes, repletos de arbustos, flores e água. Locais que valem serem explorados com certa calma, perfeitos para um passeio a pé ou um piquenique em um belo dia de sol. Em alguns desses lugares você vai encontrar os biergartens (jardins de cerveja, na tradução literal), cervejarias populares que atraem um grande número de moradores locais, onde bebida e comida tradicional são servidos debaixo de árvores e em meio a um belo cenário natural.

A dica é também explorar alguns locais distante do centro da cidade, como o campo de concentração da cidade de Dachau e o famoso Neuschwanstein, o castelo de Ludwig, o Rei Louco. Esse castelo que foi inspiração para Walt Disney construir o famoso castelo da Cinderela.

  • MARIENPLATZ

Considerada o coração de Munique, a bela e vibrante praça que leva o nome da Virgem Maria, fica localizada no bairro de Altstadt. Isso porque a maioria dos pontos turísticos interessantes da cidade estão concentrados nas imediações do local. No lado norte dela, por exemplo, você vai encontrar o prédio da Nova Prefeitura da cidade (Neues Rathaus), uma imponente construção gótica do século XIX. O relógio mecânico (Carillon), que fica no alto da torre, executa a disputa (e dança) de bonecos em miniatura em determinadas horas do dia: 11h, 12h e 17h.

DCIM100GOPROGOPR1533.

  • IGREJA DE NOSSA SENHORA

A catedral gótica tem duas torres que podem ser vistas de diversas partes da cidade, que acaba sendo um ponto de referência. A pedra fundamental da igreja foi instaurada em 1468 e o prédio todo foi construído em um período de 20 anos. Foi parcialmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial, mas boa parte do acervo artístico da Frauenkirche permaneceu intacta. Lá se encontra o belíssimo túmulo do imperador Ludwig IV da Baviera, além de algumas obras de arte interessantes, como uma pintura de Jan Polack (1510) e um retábulo feito por Friedrich Pacher (1483).

copia-de-img_9921

  • HOFBRÄUHAUS

A famosa cervejaria alemã foi fundada pelo Duque William V em 1589. Localizada no coração de Munique, a Hofbräuhaus é parada obrigatória para aqueles que desejam experimentar cerveja de qualidade em um ambiente altamente típico, com decoração rústica, garçons e garçonetes vestidos a caráter, muita música alemã e animação. O estabelecimento que reúne bar, restaurante e ponto turístico em um só local tem capacidade para 3 mil pessoas. Delícias da culinária da Baviera, como a carne e o joelho de porco, além das salsichas, são imperdíveis. Alguns destaques do cardápio são as Weisswurst, ou salsichas brancas, que são fabricadas no local.

  • IGREJA DE SÃO PETER

Os mais de 300 degraus que levam o visitante até o topo da torre da igreja de São Peter parecem árduos, porém a belíssima vista de Munique sob os mais diversos ângulos compensa cada minuto de esforço. Se as condições climáticas estiverem favoráveis, é possível visualizar até a região dos Alpes da Baviera (Zugspitze).

copia-de-img_9995

  • JARDIM INGLÊS

O Jardim Inglês (Englischer Garten) é um dos maiores em área urbana do mundo, é dividido em duas partes: a norte, com três quilômetros de extensão, e a sul, com um total de dois quilômetros. Além de belas paisagens naturais, repletas de verde, o visitante irá encontrar uma extensa área onde estão restaurantes e os tradicionais biergartens (jardins onde é possível degustar a tradicional cerveja alemã). Um desses biergartens, por exemplo, está localizado no belíssimo Chinesischer Turm, uma estrutura de 25 metros de altura similar aos templos do império chinês. O local foi destruído na Segunda Guerra Mundial, mas reconstruído logo em seguida. Uma casa de chá japonesa também pode ser vista no parque, onde tradicionais cerimônias são realizadas regularmente. Outro local imperdível é o templo em estilo grego Monopteros, onde as pessoas costumam fazer uma pausa para admirar o pôr do sol.

copia-de-img_6166

  • ODEONSPLATZ

A bela praça é repleta de restaurantes e cafés em seus arredores, abriga o Felderrnhalle, o hall dos heróis, uma imponente construção com três arcos em homenagem ao exército da Baviera. Estátuas de bronze representando os generais mais importantes da época também estão expostas no local, além das esculturas de dois leões rosnando, um de cada lado da escada central (diz a história que um deles rosna em direção ao Palácio da Monarquia, enquanto o outro o faz na direção da igreja Theatiner). Já na parte leste da praça você vai encontrar o Hofgarten, um jardim renascentista que foi erguido durante o reinado do duque Maximiliano I.

  • MUSEU DA BMW

Os apaixonados por carros não podem perder a oportunidade de conhecer de perto a história de uma das marcas mais famosas no mundo, a BMW. O museu, inaugurado em 1973 e remodelado em 2008, foi instalado em um moderno prédio localizado bem próximo do parque olímpico de Munique. O local dispõe de 5 mil metros quadrados de área, onde o visitante vai encontrar 125 preciosos modelos de carros, motocicletas e motores. A experiência é única: ao longo dos vários ambientes é possível conhecer as mais diversas fases da marca por meio de fotografias, vídeos, painéis interativos e, é claro, pela exposição dos próprios carros, motocicletas e motores. Até quem não é muito fã de carros vai se impressionar com a trajetória da montadora, além da arquitetura e da decoração futurista do belíssimo prédio, que recebe milhares de visitantes todos os anos.

copia-de-img_6185

OKTOBERFEST

O mundialmente conhecido festival de cervejas – Oktoberfest – é realizado anualmente desde 1810. Munique oferece uma série de atrações que fazem deste um dos destinos turísticos mais procurados da Alemanha. De meados de setembro até o início de outubro, as atenções do mundo se voltam para a famosa festa da cerveja (em alemão, “Oktober” significa outubro, e “Fest”, festa ou festival). Nesse período, milhões de pessoas de todas as idades e das mais diversas nacionalidades se reúnem para celebrar uma das maiores comemorações populares do mundo.

A primeira Oktoberfest celebrou o enlace do príncipe Ludwig I com a princesa Teresa da Saxônia em 12 de outubro de 1810, porém as festividades do casamento só terminaram cinco dias mais tarde, com uma corrida de cavalos. Os anos foram passando e a comemoração tomou uma dimensão cada vez maior, até se tornar o que é hoje. A antecipação do início da festa para setembro, entretanto, se deu por conta das temperaturas mais amenas.

DICAS

 

  • O brasileiro costuma gastar em média 60 Euros por dia com alimentação na Alemanha.
  • Procure sempre por hotéis centrais próximos as estações de trem, isto facilitará muito a sua locomoção no país.
  • Munique é uma cidade bem tranquila, mas não custa nada ter um pouco mais de cuidado em meio à grande concentração de pessoas, especialmente nas áreas de compra e também em algumas regiões, como a Marienplatz, em certos horários, à noite.
  • O idioma oficial é o alemão. Mas a segunda língua do país é o inglês.
  • Quem pretende visitar a capital da Baviera no oktoberfest tem que se planejar com antecedência, pois a cidade recebe um número altíssimo de turistas todos os anos.
  • Falar baixo nas ruas, os alemães são bem rigorosos quando o assunto é silêncio.

NEUSCHWANSTEIN

neuschwanstein-destaque-700x314

A paisagem do castelo parece uma obra de arte: uma região montanhosa de uma floresta, muito próxima de uma cascata. A obra do rei da Baviera Ludwig II, mais conhecido como o rei louco, foi feita em benefício próprio. O belíssimo castelã de Neuschwanstein recebe 1,3 milhão de visitantes todos os anos; somente no verão, chegam a ser 6 mil por dia. A dica é chegar cedo ou se preparar para enfrentar filas. A visita ao local, que teria inspirado Walt Disney durante a construção do castelo da Cinderela, dura aproximadamente 35 minutos.

O interior dessa bela construção é magnífico, mas as fotos só são permitidas do lado de fora. Cada ala foi desenhada como um cenário. Catorze salas foram finalizadas antes da morte do Rei, dentre as quais podemos destacar dois salões: o Salão dos Cantores e o Salão do Santo Gral. No Salão dos Cantores há referências do salão de festas de Wartburg, com a diferença de que no salão do Castelo de Neuschwanstein nunca foi celebrada nenhuma festa.

interior-do-castelo-neuschwanstein

O Salão do Santo Gral era o preferido do Rei Luís II, pois misturava sua paixão pela Idade Média com as técnicas mais modernas de sua época. Além desses salões, a Sala do Trono também é marcante para os visitantes por seu esplendor. Com dois andares e 15 metros de altura, possui um candeeiro com pedras preciosas incrustadas e, na parede ao redor do pedestal do trono, uma pintura com Jesus e os 12 apóstolos. O castelo ainda possui a suíte principal, cozinha, alojamento para os criados, oratório, gabinete e sala de jantar. Atualmente existe também um café para atender os turistas com deliciosas opções de comidas e bebidas.

Os ingressos podem ser comprados com antecedência pelo site (www.hohenschwangau.de), e retirados no dia da visita no Ticket Center de Hohenschwangau. Comprando online você já reserva dia e horário, e há uma taxa extra de 1,80 euros por pessoa, mas nem é preciso dizer que vale muito a pena garantir para que a única preocupação seja retirar os ingressos no dia. Os ingressos custam 12,00 euros por pessoa; estudantes e idosos pagam 11,00 euros; crianças e jovens até 18 anos não pagam. É um tour guiado de meia hora, com várias opções de línguas, incluindo o português. Há a opção de comprar junto ingressos para o outro castelo da região, o Hohenschwangau, e também para o museu.

AUGSBURG

DCIM100GOPROGOPR1511.

Augsburgo ou Ausburgo é uma cidade no sul do estado alemão da Baviera. É a capital e sede de administração da Suábia. É uma pequena cidade de 270 mil habitantes e a terceira maior cidade da Baviera, depois de Munique e Nuremberga. A cidade foi fundada em 15 a.C. no reinado do imperador romano Augusto.

copia-de-img_6135

DCIM100GOPROGOPR1513.

Berço da família de Mozart, é uma das cidades de maior importância histórica e mais bonitas da Alemanha. A cidade marcou durante muito tempo a historia da Alemanha e Europa. Sempre foi uma das cidades mais ricas e deslumbrantes. Fontes magnificas, sedes de corporações de oficio medievais, igrejas maravilhosas e a prefeitura, uma construção renascentista mais importante ao norte dos Alpes, formam um conjunto urbano raro. Épocas como o barroco, rococó e art nouveau fazem da cidade um berço arquitetônico.

copia-de-img_6146

AMMERSEE

copia-de-img_6086

A região de Ammersee fica entre Munique e Zugspitze, e é um lugar maravilhoso para passar as férias de verão na região da Baviera. O local convida a todos a estar em contato com a natureza e a praticar esportes e atividades recreativas. E não só as atividades de verão como surf, vela, stand-up, ciclismo, caminhada e corrida; os amantes de esporte de inverno também podem curtir a neve e o lago congelado. A região também possui belíssimas igrejas para visitação, restaurantes típicos e curtir no melhor estilo de vida da Bavaria os famosos biergardens.

copia-de-img_6095

copia-de-img_6093

O Ammersee (lago Ammer) é um grande lago a sudoeste de Munique na alta Baviera, Alemanha. A sua altitude é de 520 metros. Com uma área de 47 km², é o sexto maior lago da Alemanha. É atravessado pelo rio Ammer um afluente do rio Isar, e muda de nome para rio Amper quando sai do lago. O lugar é lindo demais, uma visita imperdível. Fica a apenas 35 km de Munique. Com certeza é uma das paisagens mais bonitas da Alemanha.

copia-de-img_6112

ALTOTTING

DCIM100GOPROGOPR1547.

Altotting é um dos destinos de peregrinação mais importantes e mais visitados da Europa. A cidade fica na alta Baviera, perto da fronteira com a Austria. A ascensão de Altotting como destino de peregrinação começou no século 9, com a construção de um mosteiro pelo rei Carlomano da Bavieira. Por mais de 1250 anos, a cidade tem sido centro espiritual da Baviera e durante cinco séculos tem se caracterizado como o principal local de peregrinação Mariana da Alemanha.

O objetivo de mais de um milhão de peregrinos e visitantes é ver a Nossa senhora Negra, mantida na capela octogonal da Graça.

DCIM100GOPROGOPR1544.

 

É uma cidade bem pequena, onde facilmente se anda a pé. Quase todas as atrações da cidade se localizam ao redor da praça principal. Inúmeras lojas de objetos de devoção como Madonas negras, rosários, santos, velas, cruzes e anjos. Há também livrarias. Para comer durante o dia, a praça possui quatro restaurantes ao seu redor.

DCIM100GOPROGOPR1544.

  • Santuário de Nossa Senhora de Altotting

O Santuário e a imagem de Nossa Senhora de Altotting que se encontra no altar, são visitados por peregrinos desde 1489. A pequena capela localizada no centro na praça foi construída no século 8 e abriga uma urna de prata imortalizando o coração dos reis da Baviera. Três papas católicos visitaram o Santuário: Pio VI em 1782, João Paulo II em 1980 e Bento XVI em 2006.

copia-de-img_2351

  • Basílica Santa Ana

É a maior igreja de Altotting, com espaço para até 8 mil pessoas. A igreja em estilo neo-barroco tem missas diariamente.

 

  • Igreja de São Felipe

Foi a primeira igreja construída da cidade, no estilo gótico começou a ser erguida no ano de 876 e concluída em 1511.

 

copia-de-img_0991

Share This
Fale com a Laki!