Bagagem


As bagagens deverão estar identificadas, tanto na parte interna quanto externa. A identificação precisa conter nome, endereço (com cidade, pais e CEP) e telefone. O ideal e que, no endereço citado, tenha alguém em casa no perÍodo da estadia. Feche sempre as malas com cadeado ou segredo. Ao despachar a bagagem, verifique no comprovante se o destino ali impresso é realmente o seu. Para facilitar a visualização da bagagem na esteira do aeroporto e não correr o risco de carregar a mala de ninguém por engano, coloque motivos que a diferencie das outras para facilitar seu reconhecimento (como uma etiqueta ou faixa colorida). Retire sua bagagem da esteira logo após o desembarque. Na mala de mão, leve sempre um casaco, mesmo quando estiver indo para um destino com temperaturas altas. Isto porque o avião é pressurizado e o ar condicionado interno pode ser forte. Itens de valor devem ser levados na bagagem de mão e remédios de uso contínuo. Líquidos só são permitidos com menos de 100ml. Na bagagem a ser despachada, o passageiro pode transportar  objetos de metal e/ou pontiagudos e líquidos acima de 100 ml.

Franquia de bagagem

Doméstico: Nas linhas domésticas, a franquia máxima de bagagem por passageiro é de 23 kg despachada e 10 kg na bagagem de mão;

Internacional: a franquia máxima de bagagem por passageiro é de 23 kg despachada.  Caso o passageiro possua peça de peso superior ao permitido, pagará por excesso de bagagem, ou balancear o peso entre DUAS peças que ele tem direito. Existindo a terceira peça, este pagará  bagagem extra. Nas linhas domésticas em conexão com linhas internacionais, quando conjugados os bilhetes de passagem, prevalecerá o sistema e o correspondente limite de franquia de bagagem, estabelecido para as viagens internacionais.

Excesso de bagagem

Em voos internacionais, a taxa cobrada é de 1% por quilo do valor do bilhete aéreo não promocional para o sistema de peso, Para o sistema de peça, consultar as Cias.

Em voos domésticos a taxa é de meio por cento sobre a tarifa básica aplicável à etapa, por qui em excesso; e um por cento sobre a tarifa básica.

Bagagem de mão

Voos domésticos: os limites da bagagem de mão são definidos por critérios de segurança, para atender ao peso máximo decolagem do avião e ações preventivas de segurança a bordo. O passageiro que respeita os critérios da bagagem de mão agiliza sua passagem pelo check-in seu embarque e evita custos adicionais. Critérios: não pode ser maior que 115cm (considerando altura comprimento largura) e o peso máximo de 10kg. Excesso de peso ou tamanho: a companhia poderá exigir que a bagagem seja despachada e o peso será considerado na franquia de 23kg destinado a cada passageiro.

Itens proibidos na bagagem de mão: objetos cortantes ou perfurantes (Canivetes, tesouras de unha etc.). Esses itens só devem ser levados na bagagem despachada. Caso contrário, o passageiro poderá ter de descarta-los no aeroporto. Para mais informações sobre itens proibidos consulte a empresa aérea. É importante ressaltar que os itens proibidos para transporte na bagagem de mão podem, em sua maioria, ser acondicionados na bagagem despachada.

Voos internacionais: os limites da bagagem de mão são definidos por critérios de segurança, para atender ao peso máximo de decolagem do avião e ações preventivas de segurança a bordo. O passageiro que respeita os critérios da bagagem de mão agiliza sua passagem pelo check-in seu embarque e evita custos adicionais. O transporte de líquidos em voos internacionais deve atender as normas abaixo: Líquidos, géis, pastas, devem ser conduzidos apresentados na inspeção do raio-X separadamente da bagagem. Cada recipiente não pode exceder o volume de 100ml. Líquidos em frascos acima de 100 ml não podem ser transportados.

Medicamentos somente com prescrição medica e apresentação da receita no momento da inspeção de raio-X; Alimentação de bebês ou líquidos especiais (sopas. xaropes, soro etc.) apenas na quantidade a ser utilizada durante o voo, incluindo eventuais escalas, e apresentados na inspeção de raio-X.

Dano ou extravio de bagagem

Ao receber sua bagagem, já observe se está tudo bem. Caso ocorra avaria, dano ou furto. procure um funcionário da empresa aérea ainda na sala de desembarque e preencha o Registro de Irregularidade de Bagagem – RIB. Em até sete dias após a entrega da bagagem, o passageiro também pode encaminhar o protesto a empresa aérea, por qualquer comunicação escrita. É necessário apresentar o comprovante de despacho da bagagem, que é a prova do contrato de transporte. A bagagem só pode permanecer extraviada por no máximo de 30 dias. Após esse prazo, a empresa deve indenizar o passageiro. Caso seja localizada, a bagagem deve ser enviada ao endereço indicado pelo passageiro (seja na origem ou destino da sua viagem). Itens de valor como jóias, dinheiro, máquinas fotográficas e outros aparelhos eletrônicos devem ser transportados preferencialmente na bagagem de mão.

Bagagem Especial

Alguns tipos de materiais esportivos podem ser transportados (bicicletas. pranchas de surf. vara de pesca, etc.). Nesses casos, o passageiro deverá observar o contrato de transporte ou consultar a empresa aérea com antecedência. Em caso de dúvida sobre algum item a ser transportado, o passageiro deverá consultar a empresa aérea. A franquia de bagagem nos voos domésticos inclui as bagagens especiais, como pranchas de surfe, instrumentos musicais de grande porte, bicicletas e outros. Cada passageiro, seja adulto ou criança, tem direito a despachar até 23kg de bagagem, em um ou mais volumes. Informe-se previamente com a companhia aérea sobre as providências necessárias para transportar esses objetos. Em caso de excesso de bagagem em voos domésticos, a empresa aérea pode cobrar até 0,5% da tarifa cheia por quilo de excesso. A companhia também poderá negar o excesso de bagagem ou transporta-la em outro voo. Nos voos internacionais a franquia varia de acordo com o destino, assim como as condições para bagagens especiais. Consulte a companhia aérea com antecedência.

Share This
Fale com a Laki!