Tudo que você precisa saber para se preparar para um intercâmbio no país dos grandes lagos e montanhas!

O Canadá conquista e encanta milhares de viajantes interessados em um destino que reúna natureza, modernidade e história em perfeita harmonia. O gigante da América do Norte pode ainda se vangloriar de excelente qualidade e custo de vida, imigração amigável, segurança, sustentabilidade, câmbio favorável e mega infraestrutura. Não existe melhor cenário para um intercâmbio! O Canadá é um mundo de possibilidades, com paisagens e roteiros diferentes a cada esquina. Quer mais? Então embarque nesta jornada de descoberta e prepare-se para se apaixonar de vez pelo país!

Diversidade é com o Canadá! O segundo maior país do mundo, com aproximadamente 36 milhões de habitantes, teve origem indígena, foi colonizado por franceses e britânicos e até hoje possui seu desenvolvimento e crescimento econômico impulsionado por imigrantes. Integrado por cadeias montanhosas, grandes planícies e florestas, o território canadense está dividido em dez províncias e três territórios. Por ser um país tão grande, boa parte de seu território não é habitado, o que faz com que seja dominado por lagos, áreas verdes e parques ambientais. O bilinguismo é uma realidade no país que tem o inglês e o francês como idiomas oficiais da população. Grande parte dos estabelecimentos do país dispõe de informações nas duas línguas, tendo elas o mesmo peso e importância.

Por se estender ao Oceano Atlântico, Pacífico e Ártico, as temperaturas podem variar muito dependendo da região. Sua vastidão, ecologia, relevo, vegetação e geografia interferem diretamente nos climas de cada cidade do Canadá. Algumas podem ter invernos mais rigorosos, enquanto em outras podem predominar as altas temperaturas.

Praticar esportes está no sangue dos canadenses, um traço muito marcante na rotina dos moradores do país. Seja no verão ou inverno, todo mundo arranja um jeito de não ficar parado! E claro, como um país desenvolvido, o Canadá apresenta a estrutura ideal para qualquer tipo de atividade. Seja na rua, nos parques, nas montanhas ou nas praias, sempre tem algum campo espaço destinado à pratica de exercícios. Como um país de belas paisagens naturais, são realizadas muitas atividades ao ar livre, em trilhas e em campos. Apesar de ser muito comum a prática do snowboard, do esqui e de outros esportes, o hóquei continua sendo o esporte oficial do Canadá.

Por esse e outros motivos, o Canadá tem sediado grandes e importantes eventos esportivos, como os Jogos Pan-Americanos em Toronto e os Jogos Olímpicos de Inverno em Vancouver e Whistler.

A culinária canadense pode ser resumida no multiculturalismo do Canadá. Você encontra todos os tipos de comidas, inclusive muitas do Brasil, devido à imigração de diversos povos no país. Os estados e cidades desenvolvem certos hábitos alimentares de acordo com aquilo que tem disposto em sua região. As comidas costumam ser caracterizadas por seu toque apimentado e outras vezes adocicado – os molhos das comidas costumam ter o toque doce de frutas ou especiarias. A gastronomia do Canadá ainda reserva aspectos influentes da cultura indígena, os primeiros habitantes do território. Entre outros alimentos e pratos muito consumidos também estão os bagels, mac & cheese, panquecas, carne de onça, carnes defumadas e os pescados.

O país é o maior produtor de Maple Syrup, o famoso xarope usado em panquecas e doces. Os frutos do mar, especialmente o salmão, são muito consumidos, assim como a carne de porco e os laticínios – queijos e leites. Em todo o território, exceto no Quebec, as leis de consumo de bebidas alcoólicas são bem rígidas, e você só vai vê-las em lojas específicas para a venda, as ‘’liquor stores’’. Não é permitido beber em locais públicos. Os canadenses, assim como os americanos, não têm o costume de fazer uma grande refeição no horário de almoço. A refeição principal é o jantar, que costuma ser servido cedo, geralmente às 18 horas.

CURIOSIDADES

O Canadá é a terra das invenções! Os canadenses são responsáveis pela criação do basquete, telefone, televisão, lâmpada elétrica, microscópio e outros.

– A maioria dos mercados e lojas de conveniência possuem informações e produtos anunciados nos dois idiomas do país: o inglês e o francês.

– A maior parte da população canadense é cristã, sendo metade católica e metade protestante.

– O Canadá é o terceiro maior país com produção de filmes, tendo 25% dos filmes de Hollywood filmados no por lá, como as sagas X-Men e Crepúsculo.

– Muitos artistas canadenses são provenientes do país, como Justin Bieber, Ryan Gosling, Jim Carrey, Celine Dion, James Cameron e outros.

– O Canadá é um dos países com o maior número de automóveis por pessoa, chegando a um carro para cada duas pessoas.

– É o país dos lagos! Nele se concentra metade da água doce de todo o planeta.

– Perdendo somente para a Islândia, o Canadá é o 2º território com o ar mais limpo do mundo.

– A expressão artística, seja ela na música, no teatro, na literatura ou no cinema, exerce um importante papel na cultura do Canadá.

IMPORTANTE:

– Viajantes de áreas endêmicas precisam de vacina contra febre amarela e varíola com ao menos 10 dias de antecedência.

– Voltagem de 110-120 V. O padrão de tomada do Canadá é a de dois pinos retangulares e um abaixo.

– É importante viajar com o seguro de viagem para casos de emergências.

– Os comércios costumam abrir de segunda a sexta-feira das 9h às 21h.

– O Canadá possui 6 fusos horários. Entre as principais cidades: Toronto, Montreal, Quebec e Ottawa com 1 hora de diferença, Calgary com 3 horas e Vancouver e Victoria com 4 horas de atraso. A diferença pode variar com o horário de verão brasileiro e canadense.

– A moeda é o dólar canadense (CAD).

COMIDAS TÍPICAS

Poutine: O prato mais tradicional do Canadá: batata frita com coalhada de queijo e coberta com molho de carne.

Butter Tarts: Tortinhas doces com massa de farinha, xarope, açúcar, manteiga e ovos, enquanto o recheio amanteigado pode conter frutas e oleaginosas.

Oka Cheese: Queijo macio, levemente curado, de leve sabor frutado e de nozes, produzido no Quebec.

Blueberries: O Canadá é o maior produtor mundial da fruta, então não é nenhuma surpresa ser uma das frutas mais consumidas no país!

Tourtière: Recheada com algum tipo de carne, levemente apimentada e de massa leve, a Tourtière é o ‘’empadão’’ do Canadá.

Ice Wine: vinho gelado e doce, com consistência semelhante à do licor, produzido de uvas congeladas.

VISTOS

A parte burocrática é uma das mais temidas por intercambistas, mas você não precisa ter medo. O Canadá é um dos países que mais recebe estudantes do mundo todo, e por isso, o visto de estudante geralmente é aceito quando tomadas todas as providências. Então anote o que será necessário:

– Passaporte com validade mínima de 6 meses e anteriores;

– Formulários e questionários de visto para o Canadá; – 2 fotografias recentes em fundo branco no tamanho 3cm x 5cm; – Cópia do RG, do extrato bancário e da última declaração do Imposto de Renda; – Comprovante de escolaridade; – Carta de aceitação da instituição de ensino para cursos de mais de 6 meses; – Documentação do pagante da viagem; – Parecer médico autorizado pelo Consulado Geral do Canadá.

ATENÇÃO: Os exames devem ser feitos por médicos credenciados e dependendo do plano de saúde, os custos dos exames ficam por conta do solicitante. Um médico credenciado pode cobrar em torno de R$ 350 para a consulta, sendo solicitado exame de sangue, urina e raio X do tórax.

Intercâmbio de até 3 meses

Se o seu intercâmbio for de até 3 meses, você pode tranquilamente viajar com o visto de turismo para o Canadá. Com a solicitação, você será direcionado para o visto de Múltiplas Entradas, que lhe permitirá entrar e sair do Canadá quando quiser durante o período. Caso o seu perfil não esteja apto para esse visto, você receberá o visto de entrada única. Isso não quer dizer que você não possa dar um pulo nos Estados Unidos, se quiser. O visto de turista leva em média 14 dias úteis para sair e vai lhe custar aproximadamente R$ 240. O seu visto terá validade de no máximo 5 anos. Caso você já tenha viajado para os EUA ou Canadá nos últimos 10 anos e for fazer um intercâmbio de até 12 semanas, você poderá solicitar o visto por meio da ETA (termo em inglês para Autorização Eletrônica de Viagem), por uma taxa de CAD 7,00.

Intercâmbio de 6 meses ou mais Para intercâmbio de 6 meses ou mais de cursos de idioma e programas universitários, o cenário é um pouco diferente. Você vai precisar solicitar o visto de permissão de estudo, todos de múltiplas entradas. Esse visto leva em média 6 semanas para sair e vai lhe custar aproximadamente R$ 365, com validade variável de acordo com o seu programa e 15 dias de tolerância. Bônus Se o seu destino for o Quebec, será necessária uma aprovação da cidade anterior ao visto, a C.A.Q (Certificado de Aceitação de Quebec).

O QUE LEVAR

O Canadá é um território naturalmente frio e você tem a chance de se deparar com invernos rigorosos durante a sua estadia. A dica é: seja meio termo. Não dá para levar o seu guarda-roupa na mala, mas também não precisa deixar para comprar tudo lá fora. Você precisa chegar já preparado para primeiro se familiarizar e depois encontrar lugares baratos para fazer compras com a ajuda e dicas de algum residente. E fique tranquilo, você não vai passar frio. Lá no Canadá é mais do que comum estabelecimentos e casas adotarem o sistema de aquecimento, então não dá para deixar de lado as camisetinhas de manga e até mesmo as regatas.

Itens fundamentais para levar: – Segunda pele Geralmente usadas por montanhistas, são fabricadas com tecidos que seguram o calor. Não ocupa muito espaço na mala e é discreta, servindo para ser usada em qualquer ocasião. – Acessórios como luva, gorro, cachecol Ajudam a esquentar as extremidades e são itens coringa para o inverno. Leve pelo menos um par para não passar frio no período de adaptação. – Legging e meia-calça Peças confortáveis fazem toda a diferença! Dá pra usar por baixo de uma calça mais grossa, com a bota por cima, com apenas um vestidinho e etc.. Ou seja, vai com tudo! – Casacos e jaquetas Não é porque você vai para o Canadá que só precisa de jaquetas mega pesadas e quentinhas. Lembre-se de levar também casacos finos e leves. – Roupas de verão shorts, regatas, bermudas, camisas e vestidos são bem-vindos! – Par de tênis, chinelo, sapato social e bota. Prefira levar um de cada tipo do que várias opções só de tênis, por exemplo. Nunca se sabe quais as ocasiões que te esperam. – Meias Estar com os pés protegidos é o primeiro passo para aquecer o corpo. Portanto capriche nas meias de todos os tipos!

Preste muita atenção no que se pode incluir na bagagem. Muitos estudantes pensam ‘’Mas e o feijão das minhas refeições?’’ e levam alimentos que ocupam espaço da mala e aumentam o peso sem necessidade.

O Governo do Canadá exige que alguns alimentos – carnes, legumes, frutas e vegetais -, plantas e animais sejam declarados previamente para evitar o risco de doenças no território. E as restrições podem sofrer alterações a qualquer momento, dependendo da situação do país. Para levar produtos embalados, como o próprio feijão, exigese que estejam na embalagem original, onde seja possível conferir os ingredientes do produto. Isso também funciona para os remédios controlados. Nesse caso, você deve levar a quantidade necessária para o período da viagem, acompanhada de uma receita médica indicando a quantidade, os princípios ativos e o nome comercial prescrito.

IMPORTANTE: – Proteja sua bagagem com lacres ou trancas – Mantenha todo o tipo de bagagem com identificação (nome e telefone para contato) – Leve uma muda de roupa na bagagem de mão em caso de imprevistos – Cuidado para não exceder o peso e pagar taxas – Informe-se sobre a franquia de bagagem com a companhia aérea escolhida – Deixe para levar itens valiosos, como documentos e eletrônicos, na bagagem de mão O importante é fazer as malas com a consciência de que elas voltarão ainda mais cheias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *